quinta-feira, junho 08, 2017

Passarinhando


 A Ventania - abril 2017

Bióloga, e naturalmente amante da vasta natureza, apesar dos estudos acadêmicos terem migrado para o fascinante e infinito mundo microscópico; em particular dos patógenos.
Mesmo não tendo me aprofundado  nos mistérios da Zoologia ou Botânica o mundo verde habitado por infinitas espécies sempre encantou.
Gatos me fascinam desde pequenininha.e na  idade adulta, admirando o trabalho do pintor paranaense Rogério Dias, passei a gostar muito também dos pássaros.
E eis-me aqui, tentando reproduzir estes mimos da Natureza.

Silêncio no Bosque ,  abril 2017

Singulares criaturas. Expressivas, atentas e curiosas, muitas vezes nos percebemos através das figuras de passarinhos.
Na verdade todos seres vivos irmanam algumas características que refletem estados de espírito, talvez emoções.
Não poderia ser diferente nesta pródiga Natureza.

 Arranha-céu , maio 2017 (em construção)


quinta-feira, junho 01, 2017

Deserto de Gobi - Ensaio


Ocupando o Norte da China e o Sul da Mongólia, um imenso planalto, constituído por estepes e dunas de areia forma Gobi,  o quinto maior deserto do mundo.
Devido a altitude que varia de 900 m a 1500 m apresenta um clima peculiar, com neve ocasional no inverno e verão tórrido.
A imagem encantadora do rastro deixado pela caravana sobre as dunas alaranjadas, parcialmente cobertas pela neve, foi um convite irresistível.
A medida que a imagem progride e os detalhes se multiplicam surgem defeitos e acertos. A tal da profundidade da imagem não é pra se fazer de olhos fechados...rssss.


Recentemente ouvi uma coisa interessante: Na pintura devemos começar pelos objetos  mais distantes. Percebi que sou desordenada neste sentido, e tenho a tendência de começar pelo que está próximo aos olhos, na perspectiva.
ERROOO!!!
Neste fiz exatamente assim. Comecei pelo inferior da tela; em direção a linha do horizonte.
Entretanto errando se aprende. Nas próximas começo pintando o que está longe...ao fundo.
Eis o meu deserto embaladinho em papel filme para evitar a umidade típica desta cidade, em pleno e chuvosos outono. Dizem os estudiosos que aqui o sol aparece menos que em Londres, e que embolora até pensamento...

O Casario



Existem os clássicos do aprendizado...Natureza Morta, Paisagem Marítima, Casario, Céus com Nuvens, Paisagens com Montanhas, Florestas, Flores, Barcos...
Planejei fazer todas, embora tenha me distraído um pouco pintando passarinhos. Adoro. E gatos também.
Entretanto os bichanos são tão lindos que ainda não me atrevo.
O Casario por sua vez está encaminhado.
Existe perto da minha casa uma residência em madeira. Muito linda. Linda mesmo!
A dona é uma senhorinha caprichosa que passa horas debruçada sobre as plantas do  jardim. Ultimamente não a tenho visto. Espero que esteja bem.
Certo dia encantei-me com uma floração  debaixo da janela do sótão e fotografei.
Virou ensaio de pintura. Não muito fiel nas cores e na conservação da casinha, que é impecável.
A minha versão está um pouco envelhecida, inacabada. Inclusive tenho  procrastinado uns consertos na janela, e a tal floração.
Florida, "florinda"...
Em algum momento inspirado  finalizo.